8 tendências que prejudicam o marketing da saúde em 2020

Os profissionais de saúde enfrentam muito mais obstáculos do que os de outras indústrias.

Para ganhar vantagem, permanecer à frente e competir com as táticas de marketing médico de hoje, você precisa adotar as principais tendências emergentes, perturbadoras e inevitáveis ​​na área da saúde. Com uma estratégia de marketing de saúde continuamente atualizada, sua empresa encontrará pacientes em potencial, gerará mais receita com leads qualificados, melhorará o envolvimento e a lealdade do paciente.

Embora existam muitas tendências emergentes emocionantes na área da saúde nos dias de hoje, destacamos apenas oito que têm um potencial significativo para influenciar e até atrapalhar o setor de saúde. Como existem muitas outras tendências por aí, considere isso como um ponto de partida para manter seus negócios em evolução e à frente da concorrência.

1 Internet das Coisas (IoT)

Até 2020, o número de dispositivos conectados à Internet poderá atingir 75 bilhões de unidades. Não apenas haverá dispositivos inteligentes para monitorar sua saúde, mas a Internet das Coisas (IoT) tornará cada vez mais a assistência médica mais confiável, mais segura, eficiente e mais rápida.

Os dispositivos habilitados para IoT permitem uma infinidade de tarefas, como monitoramento remoto, e isso libera o potencial para atendimento superior, tornando a assistência médica mais confiável, eficiente e mais rápida. A projeção é de que o mercado global de serviços médicos da Internet das coisas chegue a US $ 534,3 bilhões até 2025, um aumento de 19,9% ano a ano.

2 Robótica Colaborativa

Robôs colaborativos, como o robô cirúrgico da Vinci, já estão sendo trabalhados para auxiliar médicos na sala de operações. No entanto, o uso de robôs na área da saúde tem o potencial de se expandir além das aplicações cirúrgicas.

Espere um enorme crescimento no uso de robótica nesta indústria. Com o mercado global de robótica médica projetado para atingir US $ 20 bilhões em dispositivos até 2023, a implantação de robôs na área da saúde só pode acelerar.

Ao assumir uma variedade interminável de tarefas, os robôs já estão sendo empregados por meio da tecnologia de telepresença, especialmente para pacientes em áreas remotas ou rurais, permitindo que os médicos examinem e tratem pacientes a milhares de quilômetros de distância.

Uma grande variedade de robôs já desempenha várias funções no ambiente médico, desinfetando os quartos dos hospitais, ajudando os pacientes com mobilidade, distribuindo prescrições, para citar apenas alguns. Mesmo em 2017, um robô chamado “Tug”, considerado por alguns como um carro autônomo interno, entrou em serviço. Pode-se esperar que esse tipo de iniciativa cresça exponencialmente em 2020 e além.

Outro tipo de robô médico que mostra a promessa inclui o micro-bot que pode focalizar uma terapia específica, como a radiação de um tumor em uma parte específica do corpo.

3 Tecnologia vestível

No que diz respeito à tecnologia de fitness wearable, há muito mais do que contar o número de etapas que você executa ao longo do dia ou as calorias queimadas durante um treino. Como foi destacado pela adoção de smartwatches, mais e mais pessoas estão dispostas a usar tecnologia vestível, e isso cria um número infinito de oportunidades para adaptar esses dispositivos à assistência médica.

Eles podem até reduzir o custo dos cuidados de saúde pela detecção precoce de condições de saúde direcionadas, coletando leituras de eletrocardiograma (ECG). Essa tecnologia ajuda os consumidores a obter proativamente suporte de saúde quando seus relógios inteligentes relatam alguma anomalia.

4 Impressão 3D

Aplicada a muitos setores, a tecnologia de impressão 3D tem um enorme potencial no setor de saúde, e isso apresenta ao seu marketing de saúde oportunidades significativas. A expectativa é que, até 2025, o negócio de impressão 3D para assistência médica valerá aproximadamente US $ 6 bilhões.

As inovações de impressão 3D mais conhecidas envolvem a criação de membros protéticos e dispositivos médicos, como implantes dentários e aparelhos auditivos, sem mencionar tecidos e órgãos para transplante.
As empresas de destaque nesse campo são a Stratasys e a Johnson & Johnson, e suas iniciativas de marketing devem ficar de olho nelas e em muitas outras.

5 Autoridade e qualidade de conteúdo on-line

Fornecer aos usuários os melhores resultados de pesquisa possíveis é essencial para seus negócios e, ao desenvolver conteúdo para seu site, é essencial manter seu paciente sempre em mente.

Com o Google se esforçando continuamente para melhorar sua compreensão da linguagem conversacional, seu algoritmo BERT atualizado causou um impacto significativo na pesquisa orgânica. De fato, com o Google colocando uma ênfase maior no E-A-T, que significa ênfase, autoridade e confiabilidade, à medida que novas atualizações forem lançadas, continuará sendo crucial que seus pacientes em potencial continuem a encontrá-lo por meio da pesquisa no Google.

6 Bem-vindo à pesquisa com clique zero

Frequentemente, quando as pessoas fazem perguntas durante as pesquisas do Google, recebem respostas por meio dos Snippets em destaque ou do Gráfico do conhecimento do Google, e isso pode significar que eles não precisam clicar em um site para saber mais.

De acordo com a empresa de análise de marketing, Jumpshot, as pesquisas com clique zero aumentaram ano a ano. De fato, em 2019, 48,96% de todas as pesquisas no Google nos EUA terminaram sem um clique em um link no SERP. Saber isso deve levar você a criar seus materiais de marketing de saúde para aparecerem na parte superior da página de resultados do mecanismo de pesquisa do Google (SERP) e, assim, incentivar clientes em potencial a clicar em seu conteúdo para saber mais.

7 Inteligência Artificial (IA) e Análise Avançada

A análise avançada e a inteligência artificial (IA) podem ajudar suas iniciativas de marketing de assistência médica a chegar aos clientes certos, no momento certo, com o produto certo.

Como profissional de marketing de serviços de saúde, considere alavancar análises avançadas e técnicas de IA em seus planos de marketing em 2020. A partir das ferramentas mais simples, como o Google Search Console, é um ótimo começo para entender o comportamento do consumidor no setor de serviços de saúde. Uma melhor compreensão do seu público ajudará você a otimizar suas campanhas de marketing ao longo do tempo.

8 consumidores de serviços de saúde podem ignorar o Google

O primeiro lugar em que as pessoas costumam ir quando têm um problema ou preocupação médica é o Google, onde são capazes de procurar a causa de seus sintomas e depois seguir em frente para encontrar médicos em seus locais.

No entanto, é importante ter em mente que muitos pacientes podem estar ignorando o Google e indo direto para recursos médicos comprovados, como o serviço de telemedicina PlushCare ou até mesmo o WebMD. Fazer isso ainda pode resultar em um mergulho mais profundo com o Google, e é aí que seu plano de marketing bem pensado é crucial.

Enquanto seus pacientes em potencial estão em busca de respostas e nos estágios iniciais de sua jornada de descoberta, lembre-se de que a cópia refletida no seu conteúdo on-line será a chave na decisão de tomar a iniciativa de entrar em contato com você. Incorporar isso à sua estratégia de marketing na área da saúde melhorará sua geração de leads on-line.

Pensamentos finais

Com o setor de saúde cada vez mais sendo inevitavelmente interrompido pelo que parece ser uma variedade infinita de tecnologias e emergentes, seu plano de marketing na área da saúde precisará ser continuamente ajustado para manter-se à frente dos concorrentes.
As tendências emergentes aqui apresentadas devem ser consideradas apenas como ponto de partida. Esteja preparado para ainda mais interrupções neste setor nos próximos meses e anos.

 

Fonte:


Chegue ao Topo do Google